Inbound Marketing ou Outbound Marketing?

Segundo o levantamento “Brasil Conectado – Hábitos de Consumo de Mídia” da IAB Brasil em parceria com a com Score de 2014, constatou-se que a Internet é o canal mais importante para os brasileiros e, inclusive, ultrapassou as mídias off-line (ex. TV, jornais, revistas e rádio). Outro estudo, divulgado pela Ancine, demonstrou uma retração significativa da TV aberta no setor audiovisual, de acordo com a matéria do Correio Braziliense, registrando queda de mais de 20 pontos percentuais.

Com isso, deve-se considerar também que a publicidade tradicional, muito utilizada como recurso do Outbound Marketing, não tem o mesmo efeito sobre o público que tinha a 15 ou 20 anos atrás.

Antigamente, ao assistir novelas ou programas de TV, não tínhamos outra coisa a fazer a não ser trocar de canal durante o intervalo comercial. Hoje em dia, há diversas ferramentas que distraem o público: podemos olhar o feed do Instagram, do Facebook ou conversar no WhatsApp, o que nos leva a refletir sobre a eficiência desse tipo de divulgação nos dias atuais.

É fato que essa estratégia ainda proporciona resultados significativos às empresas e marcas, o que justifica milhões de reais investidos em campanhas publicitárias. Entre outros fatores, isso se deve ao fato de que o consumo de mídia televisiva tornou-se um hábito em nosso país, sobretudo entre pessoas mais velhas, mas é possível observar que esse cenário vem mudando e perdendo espaço para a Internet e para o marketing digital ao longo dos últimos anos, sobretudo entre os jovens.

Ascensão da Internet e o Inbound Marketing como ferramenta para atrair mais clientes

O Inbound Marketing é uma alternativa frente aos métodos tradicionais de divulgação empregados no Outbound, no qual a marca tem um papel ativo para prospectar novos clientes, demandando um alto custo médio para aquisição desses clientes e sendo inviável às empresas de pequeno e médio porte. Ele também proporcionou ferramentas para segmentar o público de forma mais específica e possibilitou o surgimento do marketing de conteúdo como conhecemos hoje, fazendo com que os clientes cheguem até o seu negócio, e não que você vá até eles.

Por si só, o Inbound Marketing é uma chave para atrair mais clientes através do marketing digital, podendo ser definido, em tradução livre, como “Marketing de Atração”. Por meio de um conjunto de palavras-chave relevantes ao seu negócio, é desenvolvido um trabalho de marketing de conteúdo (baseado, em boa parte, na produção de conteúdo textual – blog posts, textos para sites e e-books) para que, quando os usuários buscarem por esses termos específicos, seu site fique bem posicionado no ranking de pesquisa e ganhe a visibilidade necessária.

Para haver essa atração de clientes utilizando recursos do marketing digital e, sobretudo, o Inbound Marketing, é necessário produzir conteúdos ricos e que gerem valor ao usuário, levando em consideração os padrões de SEO e os princípios da jornada de compra.

Quais as principais diferenças entre o Inbound e o Outbound Marketing?

O Outbound Marketing (Marketing de saída, em tradução literal) consiste na divulgação de ações promocionais e campanhas da empresa, marca ou produto principalmente através de mídias convencionais, como é o caso da TV, rádio, outdoors, revistas, panfletos, jornais, mas pode ser utilizado até mesmo na Internet, dependendo da forma como essa ação é construída.

O importante a saber sobre a publicidade tradicional utilizada no Outbound Marketing é que ela é caracterizada por ser massificada (ou seja, pode atingir milhares ou até mesmo milhões de pessoas ao mesmo tempo) e impositiva (ainda que você não esteja interessado naquele produto ou serviço, ele aparecerá através de anúncios na TV da sua casa, no jornal que você está lendo ou na introdução do vídeo do YouTube que você vai assistir).

O Inbound Marketing, por sua vez, consiste em uma série de estratégias voltadas a dispositivos móveis, computadores, notebooks e tablets para obter clientes de forma orgânica, didática e personalizada a partir de quatro passos: atrairconverterfechar a venda e encantar o cliente, tendo isso como um ciclo que deve se repetir, nutrindo a relação para que o cliente compre e, caso já tenha comprado, volte a adquirir seus produtos e/ou serviços em outras ocasiões.

Dentre as principais ferramentas do Inbound Marketing, há o marketing de conteúdo com blog posts, e-mail marketing, sites, podcasts, e-books, infográficos, whitepapers, redes sociais e o SEO. Esses recursos devem ser utilizados de forma combinada e estruturada, guiando o usuário através da jornada de compra e do funil de vendas, paralelamente, a fim de obter sucesso na sua estratégia.

Afinal, qual é a melhor forma de atrair clientes, Inbound ou Outbound Marketing?

É importante saber que nenhuma dessas estratégias é certa ou errada, pois ambas geram resultados, cada uma à sua maneira. O que deve ser considerado é qual delas se adequa melhor ao seu negócio, à sua marca e aos seus produtos ou serviços e, para isso, você deve ter em mente que tipo de relacionamento quer construir com o seu público, se deseja que a sua marca tenha um bom engajamento, de que forma quer interagir com os seus clientes e qual delas irá gerar melhores resultados.

No Outbound Marketing, você até pode ter uma grande audiência à sua disposição com a TV e o rádio, mas, por outro lado, não direciona esforços apenas às pessoas interessadas no seu produto ou serviço; a interação com o público é muito baixa, pois ele fica passivo diante do anúncio; a comunicação se torna cada vez menos personalizada, uma vez que é massificada e, além disso, quando se trata de divulgação em outdoors e demais mídias “out of home”, é impossível medir a efetividade dessas ações de forma isolada.

Indo na contramão desse modelo, o Inbound Marketing propõe estratégias otimizadas, segmentadas e assertivas, provando deter o melhor custo-benefício, quando comparado ao marketing tradicional, conforme aponta a matéria da Exame: estima-se que o Inbound Marketing gera uma economia de mais de 50% em relação às metodologias tradicionais e um ROI (Retorno Sobre Investimento) de mais de 250%.

Por que o Inbound Marketing possui o melhor custo-benefício?

O Inbound Marketing costuma ser muito mais acessível e viável do que um comercial de TV, por exemplo, sobretudo em um horário de grande audiência. Além disso, na Internet com o big data, é possível segmentar seu produto de acordo com gênero, faixa etária, localidade e demais especificidades, evitando um investimento pesado e massificado no qual há grandes chances das pessoas não se interessarem pelo produto do anúncio veiculado.

Como os conteúdos são desenvolvidos de acordo com palavras-chave pesquisadas, essa não é uma estratégia impositiva: os usuários encontrarão seu site apenas se pesquisarem por termos relacionados a ele. A mensuração de resultados no Inbound Marketing também é facilitada e pode ser feita em tempo real, sendo possível rastrear quais os referenciadores de seu site, quantos cliques você obteve e traduzir esses dados em fórmulas e métricas.

A comunicação com o público no Inbound Marketing também se dá de forma mais aberta e horizontal, e com os diversos meios de comunicação disponíveis, fica cada vez mais fácil construir relações duradouras e horizontais e gerar maior engajamento com os seus clientes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 Fale Conosco